104 FM - A mais legal!

Jornal 104FM

Susana Vieira sobre a leucemia: 'Quando eu vou morrer'


Susana Vieira pegou o público de surpresa ao revelar que tem leucemia. A doença, já controlada, foi descoberta em 2015. “Eu fui fazer um pré-operatório, aí fui fazer um risco cirúrgico com um cardiologista. No exame de sangue, ele olhou e se assustou: ‘Você tem ido ao seu hematologista?’ Eu disse ‘não, nem tenho’. ‘Acho que você deveria procurar, não posso te dar o risco cirúrgico, tem alguma coisa estranha aqui'”, contou ela à jornalista Poliana Abritta, em entrevista exclusiva ao “Fantástico”, deste domingo, 18

A primeira vez que a atriz falou sobre a doença foi numa gravação do “Domingão do Faustão”. Ninguém imaginava. Susana foi levada por uma amiga a um hospital em São Paulo para uma bateria de exames naquele mesmo ano. “Quando eu soube que tiraram o líquido da medula e deu positivo, a gente foi num hematologista. Sentei na frente dele e ele falou assim, friamente ‘A senhora é portadora de uma doença chamada LLC, que quer dizer Leucemia Linfocítica Crônica’ Eu não sabia o que era mais pesado: a leucemia, o linfocítico ou o crônico”, recorda a atriz.

Susana relata que teve raiva do médico. E duas preocupações: “A primeira pergunta que eu fiz: “Eu vou morrer quando?” Ele falou: ‘Você vai morrer, sim, mas não necessariamente dessa doença’. Segunda pergunta: ‘Vou perder meu cabelo?’. Se eu conto para as pessoas, pode parecer vulgaridade, mas não é. É porque a gente é mulher e morrerá mulher. E cabelo, para nós, é uma coisa tão importante que só nós sabemos”.

Antes de se submeter ao tratamento, em 2017, Susana fez “A regra do jogo”, apresentou o “Video show” e fez uma série, “Os dias eram assim”. Quando os compromissos acabaram, ela viajou para encontrar o filho e os netos em Miami e na volta se sentiu muito mal e foi dali para o CTI. “Quando me vi tão exibida, tão vaidosa, dona de mim, tão senhora do destino a Susana Vieira com uma enfermeira tendo que trocar a minha fralda porque eu não podia levantar. isso foi muito pesado”, confessa.

Susana manteve o tratamento em segredo durante três anos. Nesse meio tempo foi internada com uma trombose na perna e teve o pé imobilizado porque quebrou um dedindo. “Eu tenho pavor de morrer. Eu tenho ódio de morrer, eu acho que se a morte chegar eu vou esbofeteá-la”, avisa ela, aos 76 anos.

Este ano, para festejar a boa saúde, ela pretende fazer uma festa de Natal e fala dos planos para 2019: “Bom, eu primeiro queria fazer o Natal aqui em casa com todo mundo. Eu acho que vai ter uma natal bem grande aqui. E depois a Globo já me ofereceu trabalho e eu aceitei”.

Fonte: Tv O Foco