104 FM - A mais legal!

Jornal 104FM

Árbitro relata ofensas de Salum após derrota do América-MG


O árbitro Heber Roberto Lopes, de Santa Catarina, relatou na súmula ter sido ofendido pelo presidente do América-MG, Marcus Salum, ao final do clássico com o Cruzeiro. No domingo, o Coelho foi derrotado por 2 a 1 e caiu para a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. As principais reclamações do América-MG foram dois pênaltis. Um contra, marcado por Heber Roberto Lopes, e outro a favor, não marcado pelo árbitro.

De acordo com a súmula, publicada no site da Confederação Brasileira de Futebol, Marcus Salum se dirigiu ao trio de arbitragem no caminho para os vestiários do Independência.

"Informo que, após o término da partida, quando nos dirigíamos ao vestiário da arbitragem, fomos abordados pelo presidente do América Futebol Clube, sr. Marcus Salum, que proferiu as seguintes palavras: ‘contra nós, não foi pênalti, safado, fomos assaltados’. Informo que o referido adentrou as imediações do campo de jogo, colocando-se atrás da linha de meta, vindo do seu vestiário. Após esses atos, adentramos no vestiário de arbitragem sem maiores problemas."
Quem também teve o nome citado na súmula foi o fisioterapeuta do América-MG, Cristiano Soares Salgado, que também reclamou da arbitragem, porém, durante a partida.

"Foi excluído do banco de reservas da equipe do América Futebol Clube o fisioterapeuta sr. Cristiano Soares Salgado, por sair da área técnica e reclamar acintosamente da arbitragem com as palavras: ‘que ladroagem do caralho’, informação repassada pelo árbitro assistente n°1 sr. Bruno Boschilia. O referido saiu sem maiores problemas."

Fonte: Globo Esporte