104 FM - A mais legal!

Jornal 104FM

Integrantes da quadrilha que destruiu bancos são presos


O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prendeu em uma chácara em Sumaré (SP) seis suspeitos de integrar a quadrilha que destruiu duas agências bancárias após explosões em Passos (MG) na quarta-feira (11). O grupo, detido no final da tarde de sábado (14), também é suspeito de atacar um carro-forte em Mogi das Cruzes (SP) em janeiro passado.

Com os presos foram apreendidos cerca de R$ 170 mil em dinheiro, quatro fuzis, sendo um ponto cinquenta, que tem capacidade para derrubar uma aeronave. Os policiais também apreenderam 300 quilos de bisnagas de emulsão explosiva, artefatos prontos para uso, três pistolas, capacetes e máscaras contra gases.

A primeira informação era que os seis presos foram encontrados em Hortolândia (SP), mas depois a polícia confirmou a informação das prisões em Sumaré em bairro que fazem limite com Hortolândia.

A operação foi realizada por integrantes da 1ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo e Latrocínio) no sábado, mas os dados só foram divulgados neste domingo (15) por questões de segurança, pois o grupo estava fortemente armado. Policiais de Minas Gerais fizeram buscas em Conceição de Aparecida, mas não ocorreram prisões.

De acordo com o Deic, os presos foram autuados por formação de organização criminosa, posse de arma de fogo e uso restrito e posso de explosivos.

O grupo
O grupo detido neste fim de semana destruiu duas agências bancárias em Passos. Na fuga, eles ainda trocaram tiros com policiais mineiros e atearam fogo em um ônibus na Rodovia MG-050. A quadrilha ainda atirou contra transformadores e deixaram parte de Passos sem energia elétrica.

Fonte: G1 Notícias